“Enquanto o tempo não mata a gente, a gente mata ele assim…”

Esse vídeo eu filmei no começo desse ano, 3 dias depois de minha avó completar 95 anos. Desde que meu avô faleceu, em janeiro, ela tem criado inúmeros passatempos. Ela produz colares para as netas, lê e escreve bastante.

Quando eu digo que ela escreve bastante não estou exagerando. Ela preencheu um caderno de pelo menos 200 folhas, frente e verso, em quatro meses. E resume seus afazeres assim: “Enquanto o tempo não mata a gente, a gente mata ele assim…”

Clique aqui para assistir o vídeo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s