COLÓ

Coló era filho de uma vizinha de meus pais. Eu era um pouco mais velha, mas ele gostava muito de mim. Se chamava Clodoaldo e o apelidaram de Coló.

Ele teria uns 3 ou 4 anos e desapareceu. A mãe vendo o rio Mundaú cheio, pois era tempo de chuva, ficou aflita e com razão.

Começou a chamar:

– Coló, Coló, onde está você, filho?

Quando chegou à porta da cozinha tornou a chamá-lo.

– Coló, pelo amor de Deus, onde você está?

Uma vozinha respondeu lá da beira do rio:

– Tú qui, mãe.

– Fazendo o quê, menino?

– Tou pegando caião prá Senão.

Tradução: “estou pegando camarão para Fernandina”.

Anúncios

Um pensamento sobre “COLÓ

  1. Eu acho uma graça esssa história. Ele devia gostar muito da mamãe. A imagem que me vem é ele na beira do rio, com calça curta, decalço, acocorado, pegando camarão. Que bonitinho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s