O SONHO

O moço acordou feliz e sorridente. Levantou, foi ao banheiro, tomou banho e se vestiu para trabalhar.

Solteiro, morava com a mãe e adorava o jogo do bicho.

O sonho era fantástico, pensava todo entusiasmado. Saiu do quarto e foi tomar café onde a mãe o esperava.

– O que aconteceu, por que está tão alegre? Perguntou a mãe, admirada de tanta euforia.

– Ora, mãe, a senhora não sabe o sonho que tive. Vou jogar no macaco todo dinheiro que tiver no bolso.

– Conta logo o sonho. Estou curiosa.

Depois de pensar um pouco, ele falou:

– Sonhei com um macaco dançando na minha frente, com uma banana na mão e dizendo: – “sonhar não é nada, adivinhar é que são elas”. Sumia e voltava novamente dizendo: – “sonhar não é nada, adivinhar é que são elas” e me mostrava a banana que tinha na mão. Fez isso umas quatro ou cinco vezes. Depois sumiu de uma vez.

A mãe pensou, pensou e disse:

– Não vai dar macaco. O bicho é avestruz.

– Como não, mãe? Disse o moço já meio agoniado. Foi o macaco quem apareceu.

– Sim, disse a mãe, mas o macaco mostrava uma banana e dizia: – “sonhar não é nada, adivinhar é que são elas”. Portanto, filho, bicho é avestruz. Você não adivinhou como ele mandou.

O moço aborrecido terminou o café e se levantou. A mãe, muito calma lhe disse: – Está bem, filho, jogue no macaco, mas põe uma fezinha na avestruz.

– Se a senhora quiser jogue na avestruz, porque eu vou jogar no macaco. E desta vez lhe digo, vou ganhar uma dinheirama.

– De tarde chegou cabisbaixo, quase chorando.

– Que foi filho, o que aconteceu?

– A senhora acertou…. deu avestruz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s