O CRÓDIO

O homem estava muito mal. Bateria as botas a qualquer hora.

A mulher agoniada, ao lado dele, cuidando para que nada faltasse ao moribundo.

De repente ele abre os olhos e fala:

– Maria, eu sei que vou morrer. Eu gostaria que você se casasse com o nosso compadre Mané.

– Não dá Zé. Eu já to de ôio no vizinho Cródio… me perdoe viu?

Estava assegurada a vida da viúva e por que não?!

Anúncios

3 pensamentos sobre “O CRÓDIO

  1. É muito bom mesmo. Não conheço pessoalmente a Vovó Diná. Mas há 30 anos ouço falar dela. Muito fofa! Deus abençoe. E os trabalhinhos manuais como estão indo? Acho que a todo vapor, hein? Beijos
    Irene

    P.S.: Parabéns! Quanta visita vovó recebe no seu blog!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s