POESIA DE JARARACA E RATINHO

Não quero dizê com isso

Qui se dêxe de casá

E os casado me adiscurpe

O meu modo de pensá.

Minha premera muié

Morreu só de gênio mau

Seu dizia quero carne

Só me dava bacaiau.

Com três mês de casamento

Qui assubi numa balança

Só pesava 15 kilo, meu Deus.

Pois ela quando morreu

De vivê só namorando

Um óio fechou  a porta

O outro ficou piscando.

Casei a segunda vez

E desta quaje qui nem falo

Qui ela era tão pura, qui inté a candura

De um coração de cavalo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s