Memórias da Vovó Dina – SÃO BENEDITO

Era frade em um convento. Preto e pobre era usado como um bom serviçal por ser humilde e prestativo.

Uma ocasião, tirando água do poço, veio um crucifixo preso no balde d’água.

Foi o maior alvoroço.

Por isso virou santo.

Melhor para ele, não? Passou a ser tratado com grande respeito e carinho. Não fosse santo, continuaria a tirar água do poço e servir aos seus companheiros de clausura.

Diz o ditado: Quando Deus tarda, está a caminho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s