OUTRA DA SINHÁ LUZIA

Quando fui aquilo que chamam de professora (a que procura ensinar as crianças o Be A Ba da vida), fui encarregada para um mister que não julgava preparada.

Eram filhos de operários, mas nem por isso dignos de coisa melhor.

Havia duas outras: D. Maria José e Julia Lima, afora o diretor Sr. Ferreira. Eram quatro salões grandes e bem equilibrados para o destino santificado de ler e escrever.

Mas voltando à Sinhá Luzia, ela passou a me chamar de Sinhá Dona Pufessora.

Quando deixei a escola, disse a ela: Sinhá Luzia eu não sou professora.

Então a boa mulher passou a me chamar de Minha comade sinhá dona Farnanzinha. Parecida, não?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s