01/Junho/71 – Verona, Itália

Saída para Verona às 9h.

Gostei de Verona, apesar de tão velha quanto qualquer outra cidade da Itália, é também alegre e bonita como Florença, por exemplo. Creio que como Veneza não existe. Ela é única no mundo. Quem compara Recife (capital de Pernambuco) ou qualquer outra cidade do mundo com Veneza, é porque não a conhece.

Coliseu de Verona

Verona tem um Coliseu, ou Arena, como aqui é chamada. Só que tiveram o bom senso de aproveitá-lo para auditório. Apresentam óperas durante a temporada de verão. Está em reforma, ou conserto, para o começo dos espetáculos.

Deve ficar regurgitando de gente de todas as partes da Europa. Disse-nos uma senhora brasileira que de junho em diante esta parte da Itália (norte) fica de não poder andar nas ruas (especialmente em Veneza) e nem pousada em hotéis ou pensões. Isso vai nesse ritmo até outubro. Só que o francês, o espanhol de Madri e o italiano deviam tratar com maior deferência os visitantes que aqui veem deixar suas economias.

Estamos nos dirigindo para o Lago de Garda, em Verona.

Não deu para vê-lo direito pois a estrada está em conserto. Mas é muito bonito. Para se ter uma ideia melhor se deveria ter mais de uma hora. A neblina também nos prejudicou a visão.

Abre-se aqui um parênteses

Seu pai tem razão em lhes recomendar para estudar línguas. Um simples garçom de qualquer bar, vendedor de bugigangas das ruas, ascensoristas, porteiros de hotel, guias de qualquer local e para qualquer coisa – falam no mínimo duas línguas, além da sua.

Somente saindo de casa, como nós agora, é que sentimos a necessidade da falar pelo menos o inglês, que de um modo geral é a única. O espanhol quebra um “grande galho” também e por fim o francês.

Outra coisa que faz falta são os conhecimentos gerais. Temos que saber o mais que pudermos, caso contrário não teremos espírito de apreciação.

Quando chegar a nossa ocasião que veremos quanto nos custará a preguiça natural do brasileiro. A nossa ocasião, digo, de recebermos o turista. Como o brasileiro tem o maldito costume de deixar tudo para a última hora, ele há de pensar que isso também pode ser feito às pessoas. E não pensem que por cá não existe o analfabeto, o ignorante, o burro. Existe sim. Mas são absorvidos pela maioria que compreende a necessidade de saber para viver.

Que a nossa experiência sirva de lição para os que estão começando agora. Os velhos também estão incluídos, pois a vida pertence a todos, todos são filhos do mesmo Deus.

Anúncios

2 pensamentos sobre “01/Junho/71 – Verona, Itália

  1. Tia, viva o Google Imagens!! essa foto eu descobri que era desse lugar comparando imagens na internet, porque não estava identificada. como grande parte das imagens, por sinal. Foi um trabalhinho no cão. Ficaram umas 50 sem eu saber de onde são…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s